quinta-feira, 31 de março de 2011

#amor

Ele: Você está ai?  
Ela: Estou, o que aconteceu ?  
Ele: Eu preciso de conselhos.  
Ela: Claro, nós somos melhores amigos. Diga-me o que está acontecendo.  
Ele: Eu estou apaixonado.  
Ela: Isto é ótimo, não é?  
Ele: Sim, é ótimo tirando o fato de eu não ter coragem alguma para contar pra ela.  
Ela: Você ama ela ?  
Ele: Com certeza.  
Ela: Então tome coragem e conte pra ela.  
Ele: Mas como ?  
Ela: Pegue seu celular.  
Ele: Agora ?  
Ela: Sim, antes tarde do que nunca.  
Ele: Pronto, peguei.  
Ela: Ligue pra ela e diga como você se sente em relação a ela.  
Ele: Está bem. 
Ele pega o celular e liga pra ela...  
O celular dela toca, ela atende...  
Ela: Alô ?  
Ele: É o jeito como você “cora” quando está nervosa, é como você ri sem piedade. É o jeito que você me faz sentir. É como você me faz rir, quando me faz parar de chorar. Como você me diverte como ninguém; na primeira vez que te vi eu percebi tudo: eu fui construído para você, e você foi moldada para mim. Eu te amo.  
Ela: Quando você disse que estava apaixonado foi como se uma faca entrasse bem fundo no meu peito, achei que era outra garota..  
Ele: Eu jamais me apaixonaria por alguém que não fosse você.  
Ela: Eu te amo. 
Ele: Eu sempre te amei.

<3 

Sarah Pachêco.

3 comentários:

C.MicheL disse...

sim!! viva o amor!! as pessoas tem que saber o que agente pensa sobre elas, o que sentimos, temos que falar sempre mesmo o quanto a pessoa é importante e o quanto ela nos faz bem, o quanto ela meche com o nosso coração. abraços.

Sergio Abreu disse...

Muito bom... e sim! viva o amor!!!

Dan Barros disse...

Tá que gostei. Queria uma ligação dessas. suhuheuhus